domingo, 12 de julho de 2015

Effect Wolf - 2° Temporada - Capítulo 16 + Agradecimentos


- Bonito o anel. - Elogiou virando-se e continuando seu caminho.
- Eu já devia esperar isso.
- Lembre-se: se vier medir forças comigo você não vai sair inteira. Por tanto, desapareça.

    Jéssica não ficou contente com a desfeita de Arabella, mas percebeu que ela não estaria disposta em se envolver com seus assuntos. Mesmo que nisso envolvesse sua Mãe e suas Irmãs.
- - -

Capítulo

- O que acha de rosa? Rosa combina perfeitamente com você.
- Eu gosto de vermelho mamãe.
A pequena disse enquanto brincava com uma mecha de cabelo.
- Vai ser rosa e ponto final. Ou não vai ter merda de festa alguma.

    Nádia abre seus olhos assustada e com sua respiração acelerada. Percebe que Arabella esta de pé em sua frente com os braços cruzados e que Brooke estava lendo um Grimório, como ela sempre fazia. Ela se senta no sofá e esfrega os olhos.

- Finalmente. Eu achei que você nunca iria acordar.
Arabella revirou os olhos.
- Em que devemos a honra de participar desta - Claire pausou - reunião de família. - Sorriu elegante enquanto derramava delicadamente vinho branco em uma taça de cristal, um simples presente de amante em 1976.
- Primeiramente, quero que vocês respeitem minha decisão. - Percorreu os olhos no lugar - Ótimo, ninguém se opôs contra.

    Katerina estacionou seu carro em frente ao portão de entrada da residência de Candice. Ambas desceram do automóvel e adentraram. Os cachorros pareciam quietos por algum motivo, mas isso não era prioridade no momento. Elas pararam na frente da porta principal e Candice empurrou a mesma após girar a maçaneta.

- Que bom que chegaram. O jantar ainda está quente, estávamos esperando por você Candice. - Jéssica disse enquanto se levantava da poltrona.
- Eu vou colocar as coisas no seu quarto. - Katerina disse.
Ambas esperaram Katerina subir as escadas.
- Eu não entendo o motivo dessa carinha de espanto. O que foi? Você por acaso viu um fantasma? - Riu.
- Eu... Eu não acredito no que estou vendo. - Candice disse com a pupila dos olhos dilatadas - eu matei você! - Exclamou baixo.
- Algumas coisas não são como parecem ser.

    Arabella sentou-se em uma das poltronas que estavam próximas e cruzou suas pernas.

- Algumas coisas estranhas aconteceram ultimamente.
- O que meu anel tem com isso?
Nádia perguntou com a fúria estampada nos olhos.
- Candice saiu do Hospital para Malucos, - Fez aspas com os dedos ignorando o que Nádia disse - nossa querida mãe está muito tranquila e ocultando detalhes importantes, Nina desapareceu e - Pausou - o precioso anel de Nádia está com Jéssica.

    Brooke fechou seu Grimório para focar no que estava sendo discutido, Nádia ficou em chamas e Claire estava silenciosa.

- Meu anel está com quem? - Nádia perguntou indignada - Acho que não compreendi isso muito bem.
- Realmente você esta sempre atenta Bella. - Brooke afirmou.
- Nádia, antes de sair para procurar seu precioso anel, por favor, escute tudo o que eu tenho pra falar. Com certeza você não vai querer ficar de fora. - Pausou - Ótimo. Eu soube que Claire fez bom uso de sua hipnose em relação aos médicos e policiais que estavam cercando Candice, isso explica até certo ponto.
- Isso não precisa ser discutido. No momento não tem importância.
Claire afirmou séria.
- Nina desapareceu, e tanto eu quanto qualquer uma aqui presente sabe que ela não é de sumir sem deixar explicações. Eu andei pesquisando por interesse próprio e acabei descobrindo que alguém a atacou quando ela fazia uma visita ao cemitério. Uma vampira, que por sinal adora usar batom vermelho. - Sorri irônica - É exatamente aí que Jéssica se encaixa.

    Claire se retira do cômodo com os punhos cerrados. Enquanto isso Candice está tendo uma conversa desagradável com Jéssica.

- Eu não sou louca! - Candice gritou.
- Mas quase ficou.
- Eu mesma te matei, você estava morta no chão. Eu te matei, fui eu! E agora você aparece aqui, viva? Como isso é possível?
- Seu pai vai adorar a notícia. - Sorriu - Não é mesmo querido Thomas? - Disse aumentando o tom de voz e olhando para uma direção.
- O que você fez com o meu pai? - Perguntou cerrando os punhos.
- Eu apenas o deixei na sala de jantar. Fique tranquila, eu não machuquei minha chave para a fortuna.
- Você é uma golpista barata! - Exclamou - Se eu fosse você, eu sentiria nojo de mim mesma todos os dias. Nojo de ver esse mesmo rosto no reflexo de um espelho diariamente.
- Eu vou fazer com você a mesma coisa que você fez comigo.

    Jéssica apareceu em fração de segundos bem próxima de Candice, segurando a jovem pelo pescoço e a levantando em seguida.
    Nádia estava trêmula de ódio, a qualquer momento ela iria explodir.

- O que mais tem para nos dizer? - Nádia perguntou andando de um lado para o outro.
- Eu vi seu anel com Jéssica horas antes de eu chegar aqui. E como ela soube sobre seres sobrenaturais eu realmente não sei, só existe uma possibilidade.
- Ela tomava doses de verbena e fingia estar sendo hipnotizada por Nádia.
- Exatamente Brooke. Ela soube da existência do primeiro anel de sol e o roubou. Corre faz séculos o boato de que, este anel pertenceu ao ser sobrenatural que reinou sobre todas as outras espécies.
- Isso é o de menos. - Nádia afirmou - Eu quero saber, como aquela vadia soube que além da proteção contra o sol aquele anel tinha outro efeito em vampiros. Aquela iguaria tem a capacidade de tornar um vampiro imune ao que trás sua morte.
- Você quer me dizer que: não importa como ela vá morrer... - Interrompida.
- Ela sempre vai voltar. Eu não vou ficar aqui sem fazer nada.
- Brooke, eu disse que Claire anda escondendo alguns detalhes... - Interrompida.
- Vá direto ao ponto.
- O que eu quero dizer é que além dela esconder informações, ela anda muito ligada com Candice. E eu descobri que só tem um motivo para tanta proteção.
- E esse motivo seria...?
- Significa que além de interesse em torná-la importante, Candice é a verdadeira filha de Claire.

Continua...

No próximo capítulo


Katerina olhou para Charles com olhar de reprovação.
- Eu te pedi ajuda antes e você não me deu resposta. - Se levanta e cruza os braços - Por favor não me olhe assim, você não pode queimar um fantasma. Podemos ajudar um ao outro, você só precisa me trazer de novo Katerina. Se o fizer eu te prometo que não irei quebrar nossa promessa. Você só precisa me trazer de volta.


Agradecimentos
     Muito obrigada pela paciência na espera de mais um capítulo meninas. Eu finalmente terminei minhas provas e aparentemente já estou de férias *confetes* Provavelmente eu terei bastante tempo para escrever mais capítulos e já que essa temporada está bem maior do que eu planejava estou tendo que reescrever algumas coisas, mas, vou ver se posto semanalmente algo para manter o blog atualizado. Eu gostaria de agradecer também pela indicação para os FE Awards 2015! Ainda hoje eu irei passar para deixar meu voto, desejo muita boa sorte para todas as nomeadas. Novamente obrigada por tudo 

> http://criticasdefanfics.blogspot.pt/2015/07/fe-awards-2015-nomeados_11.html

4 comentários:

  1. Boa sorte!
    Quanto ao capítulo, com esse algumas coisas estão se interligando na minha cabeça.
    Gostei.
    Posta logo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. A cara da Candice ao ver a "morta" que ela não matou!
    Gostei do capítulo!
    Boa sorte para o FE Awards 2015.

    Posta logo.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  3. Boa sorte!
    Gostei do capítulo, Imagino a cara da Candice :D
    Quero saber mais sobre o desaparecimento da Nina.
    Posta logo.

    Bjs :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tens duas tags para responder: http://dianaisabelpinto.blogspot.pt/2015/07/50-factos-sobre-mim-biografia-de-uma.html

      Excluir